Umha criptomoeda galega

Como muitos de vós sabedes já polas notícias, as criptomoedas estam máis de moda que nunca. De feito, debido ao auxe de soluçons como Ethereum, hoje em dia é máis doado criar umha própia. A criptomoeda implica um medio de pago descentralizado, lonje do control do estado. Por esse motivo, como veriades umha criptomoeda galega co’a que se puidese comerciar no pais?

Ou incluso, como veriades umha criptomoeda Chuceira?

P.S: Isto último é piada.

3 Likes

Eu estou a favor dumha moeda. Seja ou nom cripto nom me parece o máis importante.

A criptomoeda nom está máis longe do controlo do estado do que a gente que a emprega. Em geral as criptomoedas nom som anónimas. Bitcoin e Ethereum levam registo de todas as transaçons já realizadas na moeda. Por riba, a moeda proposta tém valor quase exclusivamente num âmbito que o estado controla.

Acho que a efeitos prácticos umha tal moeda só ficará totalmente fora do controlo do Estado entanto que nom tenha maior relevância económica.

Eia sere bem bonito que os que sabedes explicarades como é o couso dos criptocartos. Umha vez puxerame eu a ler sobre os bitcoins e inda instalara uma criptocarteira (multibit) para mirare se era um invento para melhora-la minha situação financieira, mais para resumir: uma liada, não me enterei de nadinha, habia cousas raras polo meio, e era que no final penso que os que producian eram os que tinham computadoras moito potentes para fedelhar polos bitcoins.

Certamente, nom é doado escapar do controle do estado. Toda atividade é susceptível de ser taxada, é máis hoje em dia, que Che enviam drones do Catastro.

Claro que deveria ser possível empregar as criptomoedas para outros temas, por exemplo para assegurar a trazabilidade da madeira ou a venda de assets digitais autenticados. Acho que há um mundo por descubrir.

1 Like

Vou-lhe dar umha notícia interesante: se vc ainda conserva essa criptocarteira, ou as chaves dessa criptocarteira, cada bitcoin agora págase a perto de 3000 euros. Vc poderia ser milhonário agora mesmo sem sabe-lo.

Agora bem, como em toda borbulha, os primeiros especuladores sempre levam a maior parte da talhada. O resto, muito menos ou perdem quartos. Por isso, invertir para especular nom faiz muito sentido agora mesmo. O que sim teria sentido seria empregar essas moedas para fazer transacçoes sem empregar euros, ou incluso para outros temas como a trazabilidade.

As criptomoedas som um concepto moi difícil de entender, mais aquí há umha ligaçom em inglés que o explica bastante bem:

Acho que este tema é mui interesante, acho que volveremos a el com máis material em breve.

4 Likes

Ahi vai um enlace interessante, brasileiro e muito completo
https://www.criptomoedasfacil.com/

5 Likes

Semelha que em Fuerteventura ja se nos adiantarom:

https://fuertecoin.com/es/

O criptoReal da Galiza já

1 Like

Para termos criptomoeda, acho que primeiro há que ter uma economia propia. Talvez temos que começar a criar un mercado online propio, com libros, discos, etc… de segunda mao, cousa básica que non valha moito, e que poidamos pagar cumha criptomoeda baseada em Ethereum, por exemplo.