Que sabes do Seminário de Estudos Galegos

eis o que aponta a wikipédia.pt.

Era muitas cousas, tamém era a Academia da Língua que nom existia na Galiza

Sabiades que os Estatutos do Partido Galeguista apontavam que em caso de se disolverem os seus recursos e património passariam ao Seminário de Estudos Galegos

1 Like

Em 1943, o ditadura franquista, com o conselho dos seus colaboradores da direita galeguista, criam, sobre a base do Seminário e o seu património:
O Instituto de Estudos Galegos Padre Sarmiento é unha institución cultural, constituída o 16 de febreiro de 1944 en Santiago de Compostela, especializada actualmente en estudos científicos sobre arqueoloxía e historia, nomeado en honor ó Padre Sarmiento.

Nunca foi transferido a Galiza, nem aopareceu em nenhuma reclamaçom de transferência.

Para que está O Instituto de Estudos Galegos:
Para criar o relato da Galiza espanhola e defender o compostelanismo.

Em que trabalha neste momento. Muito simples leiam a entrevista em Castelhano na revista Murguia ao seu diretor, e descobriram o resultado (Murguia volumen 41- 42 de ano 2020, páginas 213 e seguintes.

a) A guerra terrorista de Castela contra a Galiza, conhecida como de Doma e Castraçom, nunca existiu. (1476-1489).
b) Afonso V de Portugal nom era rei da Galiza.
c) Hai una interpretación sesgada, del nacionalismo gallego, a respeto de los reyes católicos, que es falsa…(Castelao en el Sempre en Galiza, mentia), no solo eso todo fueron ventajas para Galicia…

2 Likes

OUVIRAM FALAR DA COLONIZAÇOM CULTURAL? E da estatalizaçom de uma cultura?.
Na Galiza temos instituiçons bem boas nesse campo, por exemplo:
-El Instituto de Estudios Gallegos Padre Sarmiento.
-ILG-RAG,
-E em medida bem determinante as universidades galegas, com um papel de destaque para a USC (especiamente nos estudos sensíveis -língua, história…)-.

O sucesso do Pinheirismo, que permeabiliza grande parte do nacionalismo galego dominante, foi assumir que isso é assim e nom há remédio, e a ver se te dam um carguinho ao serviço galego do relato espanha