Aplicam darwinismo à inteligência artificial

Na missão para criar programas inteligentes, apenas os algoritmos mais aptos sobrevivem. Um grupo de investigadores portugueses da Universidade de Coimbra conseguiu transformar o processo de selecção natural – a teoria do naturalista britânico Charles Darwin de que a natureza elimina os organismos pouco capazes – num algoritmo para ensinar programas de inteligência artificial a reconhecer imagens sem ajuda humana. Chama-se DENSER (acrónimo inglês para Representação Estruturada de Uma Rede Evolucionária Profunda) e, segundo a equipa, já superou o Google Brain, o projecto de inteligência artificial do Google, em alguns testes.
https://www.publico.pt/2018/01/22/tecnologia/noticia/sobrevivencia-do-algoritmo-mais-apto-1800289?

2 Likes