Que fixeron no Congreso do estado as persoas que representaron o noso país?

Esta xente tan vaga merece o salario?

1 Like
  1. Em que “congreso” (espanhol, português, hindu… ??)

  2. Rascá-la…

  3. Não. Nem estes, nem todos os anteriores.

  4. Em qualquer caso, o enquadramento é errado: como caralho se vai poder fazer política a sério ou mesmo nada por um país no Congresso dum país estrangeiro??

2 Likes

Naturalmente. Para isso estiveram a trabalhar durante 4 anos, alguns menos certamente, e conseguiram que um bom feixe de votantes acreditaram neles. Há trabalho mais duro? :stuck_out_tongue:
Após disso, chegam a um local com toda a comodidade, sabendo que por muito que se esforcem nem vão lograr coisa.: A viver que são 4 anos!. Votar o que diz o chefe é dever cumprido.
Isto desvenda a inutilidade de jogar nesse jogo para a Galiza…mas os galegos gostamos de brincar, não é?

1 Like

Poden explicarllo a cada sector ou indivudua que teña un problema concreto, e xa logo lle explicamos como solucionalo niste ano, porque para o que vén, o mesmo xa formamos parte dos Açores, e nin Brussel nin Madrid van interferir en nada de nada que nos poida afectar de algún xeito.

Os indivíduos e sectores já levam uns meses a carreira de São Caetano para o Paço para que lhe amanhem o deles. Eles bem sabem que após de outono não fica mais que ir tomar no cu, seja em Valdeminhortos como em Funchal.
Sabedoría de país

1 Like

iso é verdade eu non o nego, e o que di Callón e tanta verdade polo menos :wink: O mundo bébese a bocadiños, non dun trago .

' width='640' height='843' class='onebox'>

1 Like

Certo. No entanto veja quanto lindos somos: http://www.galiciaconfidencial.com/noticia/29512-division-protestas-revalidas

1 Like

Se pasa acó, que somos a tona do país, que non pasará entre o populace :confused:

Rei García, outra de patacas.

1 Like

https://twitter.com/dinamotecnica/status/735442192081289216 :smirk: “Un señor de Madrid mandou…”

1 Like

A típica mentalidade de lacaio “para servir” … :triumph:

1 Like