A “morte lenta e silenciosa” das aldeias da Galiza [expo]

O projecto Demothanasia nasceu em 2018, altura em que a avó de Adra Pallón, que vive sozinha numa aldeia não muito longe de Lugo, a cidade onde reside o fotógrafo, sofreu um acidente em casa. Isolada, passou horas a gritar por ajuda antes de ser socorrida por uma vizinha

Uma vez uma senhora apontou para o monte e perguntou-me se eu achava que tinha sido sempre assim e eu respondi que sim. ‘E então o que íamos comer? Para onde iam pastar os animais?’, perguntou-me, expondo a minha ingenuidade. Essas eram as terras que usavam para a agricultura e para a pastorícia.” Essa alteração da paisagem rural, que se transformou em paisagem florestal, é também uma consequência do despovoamento