15votos

Os Concelhos da Catalunha em masa a prol da votação do 9 de novembro

Mais de três-centos municípios, entre eles Barcelona, aprovaram ontem a moção impulsionada pela Associação Catalana de Municípios (ACM) e a Associação de Municípios pela Independência (AMI) em apoio da consulta do 9 de novembro. Nesta semana haverá uns 670 municípios, tirando pelo baixo, que faram plenos para debaterem e aprovarem-na, isso quer dizer que serão mais do 70% dos concelhos catalães, de aldeias e cidades, e onde mora o 72% da população do principado.

11votos

As fronteiras bailam

Há um século Europa eram menos de 20 estados o planeta não chegava a 90. Hoje na Europa passam-se dos 40 e no mundo são 206. Segundo o instituto de International Affairs da London school of Economics, dentro de 30 anos o seu número terá ultrapassado os 300 estados....

24votos

O presidente Mas anuncia que vai convocar a consulta ao povo da Catalunha do 9 de novembro

Artur Mas, anunciou que esta semana que vem convocará a consulta do 9 de novembro, fazendo uso da Lei de Consultas aprovada a sexta passada no parlament. 'Esta semana o presidente servira-se de esta lei per convocar la consulta'

26votos

O Parlament de Catalunya aproba a Lei de consultas

Con 106 votos a favor e tan só 28 en contra o Parlament de Catalunya aprobou esta sexta feira (18 de setembro) a Lei de consultas que derá cobertura legal ao referendo do vindeiro 9 de novembro. CiU, ERC, CUP, ICV, PSC e o deputado non adscrito Joan Ignasi Elena apoiaron co seu sufraxio este instrumento legal. En fronte, @s 28 parlamentares do Partido Popular e Ciutadans. Ás portas do Parlament concentráronse centos de persoas convocadas pola Assemblea Nacional Catalana para transmitir o apoio popular á convocatoria do referendo...

22votos

Escócia votou: A autodeterminaçom já é um facto na Europa Ocidental

A vitória unionista é clara, mas nom esmagadora. O Estado británico consegue manter o Reino Unido após umha campanha em que o independentismo avançou e obrigou a umha intensa participaçom das forças estatais unionistas, incluindo ameaças como a saída da libra, da Uniom Europeia e a abertura de um conflito sobre os termos da efetiva ruptura. O Estado espanhol viviu com inocultável incomodidade a convocatória escocesa, verdadeira emenda à totalidade das suas práticas autoritárias, e parece improvável que retifique a sua posiçom antidemocrática.

20votos

Escócia diz não à independência e sim a manter unido o Reino

Escócia diz não à independência. Cerca de 55% dos escoceses votam para manter o país unido ao Reino de Sua Majestade. O primeiro-ministro britânico, David Cameron, manifestou satisfação pela decisão do povo escocês, que foi de "alívio" para o presidente do Parlamento Europeu. Os escoceses recusaram, com uma diferença de cerca de 10 pontos percentuais, a independência do Reino Unido. Quando falta apurar o resultado de uma das 32 divisões administrativas, o "'não" registava 55,42% dos votos (1,91 milhões) contra os 44,58% (1,53 milhões) do "sim".

14votos

Jornada internacionalista pola independência da Escócia

A próxima quinta-feira, 18 de setembro, a Escócia vivirá umha jornada histórica, no que decidirám o seu futuro livres. Na Fundaçom Artábria queremos acompanhar à naçom irmá neste dia com umha jornada internacionalista que dará começo à volta das 19.30h. Haverá petiscos escoceses e faremos um seguimento dos resultados do referendum num ecram ligado a algumha das canles da Escócia. No caso de ganhar o sim, como desejamos, festejaremos a independência da pátria de Willian Wallace

Data: 18/09/2014
22votos

A policía turca pecha a primeira escola en lingua kurda ás 24 horas da súa apertura (EN)

Cando o AKP de Erdogan, partido gobernante en Turquía anunciou o seu «Paquete democrático» que entre outras cousas incluía reformas dirixidas a recoñecer máis dereitos aos kurdos, algunha xente tivo esperanzas na súa promesa mentres outros, especialmente os kurdos ficaron escépticos. Un dos puntos da reforma era a oferta de recibir ensino en lingua kurda pero só en colexios privados xa que a constitución afirma que a única lingua oficial do estado é o turco. A escusa para pechar a escola son supostas ligazóns co PKK negadas pola parte kurda.

15votos

Xornadas solidarias coa Ucraína antifascista (Vigo)

Palestra sobre a situación na Ucraína 16 de setembro, 20h30 Libraría Andel - Av. Camelias vIGO Concentración solidaria co Donbass 19 de setembro, 20h30 Diante do Museo Marco - R/ Príncipe Vigo

21votos

Por que passei a dizer SIM à Independência da Escócia

Podemos dizer que da União não sobra muito, a não ser sentimento, história e família. Algumas das razões pragmáticas para a subsistência da União, que emergiram nos séculos XVIII e XIX, desapareceram. Artigo do historiador Tom Devine, a principal referência do estudo da Escócia moderna.

16votos

O Dia Nacional da Catalunha em imagens imagem

As melhores imagens da 'Diada' [Dia Nacional da Catalunha] 2014.

13votos

Imagens mostram destruição em Gaza após 50 dias de bombardeios vídeo

Imagens capturadas por um drone mostram o tamanho da destruição na Faixa de Gaza após o conflito mais longo e mais violento entre israelenses e palestinos nos últimos anos. O presidente palestino, Mahmoud Abbas, disse que serão necessários US$ 7 bilhões e 15 anos para reconstruir o que foi destruído. Segundo Abbas - que é ligada ao grupo Fatah mas formou um governo de união com o Hamas em abril- as perdas foram "cem vezes piores" que as dos conflitos anteriores, em 2009 e 2012.

21votos

É impossível que a Catalunha não obtenha a independência

A V já é uma realidade: Dous milhões de pessoas colocadas disciplinadamente em filas segundo a cor do seu fato de campanha: o amarelo ou o vermelho, que todos vestem (e compraram) disciplinadamente, e formando uma V vitoriosa de bastantes kilómetros, compondo a bandeira nacional catalã-. Um povo que tem essa disciplina nas cousas que faz é imparável. A Espanha nada tem a fazer beijos Helena

19votos

A espanha carece de legitimidade para governar na Catalunha

A legitimidade dum governo somente pode basear-se no consentimento dos seus cidadãos. Seguindo as ideias de John Locke. A Declarçãoó de Independência dos Estados Unidos falava do 'consentimento dos governados': dizia, bem claro e direito, que sem o consentimento não pode haver governo legítimo. Já vai tempo que no mundo ocidental --e grande parte do não ocidental-- aceita este principio, que deixou atrás a doutrina do direto divino dos reis. Numa democracia representativa o consentimento dos governados obtem-se através de eleições. beijos Hele

27votos

Galiza com Catalunya (manifesto para assinar)

Três séculos depois da perda das suas liberdades nacionais, tem a possibilidade de transformar o marco jurídico e político por vias democráticas, com a convocatória dumha consulta popular prevista para o vindouro 9 de novembro, que propóm construir um novo Estado.As pessoas assinantes queremos transmitir a nossa solidariedade com o povo catalám e o nosso apoio perante os entraves de todo tipo (jurídicos, políticos, mediáticos, policiais) que interpom o Estado Espanhol. Em particular, manifestamos o nosso apoio expresso à celebraçomdaconsulta

Chuza